Interligação entre análise de Earned Value e Expected Value

Jonas Borçato Souza

Pós-graduado em Gestão de Projetos pelo Ietec.

 

Resumo

O objetivo deste artigo é apresentar uma proposta de interligação entre a Análise de Valor Agregado e Valor Esperado a fim de obter um valor mais realista sobre o ENT.

Este artigo parte do princípio de que o leitor possui conhecimentos em Análise de Valor Agregado e Árvores de Decisão. Portanto estes assuntos não serão detalhados neste artigo, visto não ser este o objetivo principal e também a vasta literatura já publicada sobre estas duas formas de Análises.


Análise de Valor Agregado


A Análise de Valor Agregado é extremamente útil para o controle do projeto, pois fornece ao gerente de projeto uma “fotografia” com dados precisos, sobre o status do projeto, e uma visualização clara de como está seu andamento (BARBOSA, CHRISTINA 2007).

Valor Agregado é uma avaliação entre o que obtido em relação ao que foi realmente gasto e ao que se planejava gastar.

A figura a seguir demonstra um gráfico do custo acumulado em função do tempo, juntamente com as curvas características para a Análise de Valor Agregado.

A Estimativa No Término (ENT ou EAC) é a previsão mais provável do custo do projeto no futuro, baseada no seu desempenho até o momento, ou seja, este valor visa estimar o custo total do projeto no seu término baseado no passado (Índice de Desempenho apresentado até o momento).


Árvores de Decisão


A Árvore de Decisão visa representar de forma gráfica o cálculo do EMV (Expected Monetary Value). O Expected Value é a probabilidade média ponderada de todas as possibilidades. O Expected Monetary Value expressa este valor em uma unidade financeira qualquer.

Qualquer análise de problema utilizando a Análise de Expected Value visa obter o valor futuro de uma situação qualquer, para que se possa decidir sobre a melhor decisão no presente. Como o próprio nome da Análise já diz o “Valor Esperado” lida com o futuro.

A limitação no uso desta técnica está na quantidade de combinações de nós e ramos. Quando esta quantidade for muito elevada, dificultando sua visualização e interpretação, é aconselhável o uso da técnica de Simulação de Monte Carlo.
 

Interligação entre Análise de Valor Agregado e Árvore de Decisão


A Análise de Valor Agregado fornece uma estimativa do custo total ao final do projeto baseado no desempenho apresentado até o momento. Novos cenários como por exemplo: possíveis atrasos, grande probabilidade de ocorrência de novos riscos não previstos inicialmente, entre outros irão impactar na ENT. Estes eventos não podem ser visualizados neste momento na Análise Valor Agregado, pois o ENT baseia-se em Índices de Desempenho, ou seja, o desempenho passado do projeto.
 

A construção de um modelo de Árvore de Decisão para esta estimativa visa ponderar o valor da ENT a fim de se obter um valor mais real do custo total do projeto no seu término.

A figura a seguir mostra um exemplo de Árvore de Decisão, considerando como risco identificado a possibilidade de atraso no fornecimento de um material qualquer.

O Expected Value para esta decisão é de $159,05. Este valor não está contemplado na ENT, pois a ocorrência deste risco não estava prevista no orçamento planejado. Para uma análise real da ENT é necessário o acréscimo deste valor com o valor da ENT. Desta maneira será possível uma estimativa mais precisa do custo real do projeto no seu término.


Conclusão


O valor acurado do ENT é um dado fundamental ao Gerente de Projetos, pois fornece a visão do custo real do projeto no seu término. A Análise de Valor Agregado juntamente com o modelo de Árvore de Decisão podem ser utilizadas na obtenção de um valor mais próximo do real no ENT.

Com um valor mais preciso do custo do projeto no seu término o Gerente de Projetos poderá tomar decisões mais precisas em qualquer Análise sobre o projeto, favorecendo o sucesso do mesmo.


Abreviaturas


ACWP – Actual cost of work performed ou custo real do trabalho realizado.
BAC – Budget at completion ou orçamento no término.
BCWP – Budget cost of work performed ou Valor agregado.
BCWS – Budget cost of work scheduled ou custo orçado do trabalho agendado.
CPI – Cost performance index ou índice de desempenho de custos.
VAC – Variation at completion ou variação no término.
EAC - Estimated at Completion ou estimativa no término.
EMV – Expected Monetary Value ou Valor Monetário Esperado.


Referência Bibliográfica


SCHUYLER, John. Risk and Decision Analysis in Projects. 2nd ed. PMI 2001.

KERZNER, Harold. Project Management. 8th ed. John Wiley & Sons 2003.

BARBOSA, Christina. Gerenciamento de Custos em Projetos. 1st ed. FGV 2007.

GEROSA S. & CAPODIFERRO C. Earned Value Management. Philadelphia 30th Annual Project Management Institute Seminars & Simposium.