Logomarca IETEC

Buscar no TecHoje

Preencha o campo abaixo para realizar sua busca

RH/Liderança/Comunicação

Gestão de Pessoas em Projetos

Aline Carvalho e Lígia Paro

Aline Carvalho
Analista de Sistemas formado em 2005, pela Faculdade Fabrai em Belo Horizonte – MG. Atualmente é Gerente de Projetos de TI e pelo processo de certificação de MPS.BR. Pós-Graduada em Gestão de Projetos pelo Ietec.

Lígia de Carvalho Paro
Engenheira de Alimentos formada em 2003, pelo Instituto Mauá de Tecnologia em São Caetano do Sul – SP. Atualmente é Coordenadora do setor de Pesquisa e Desenvolvimento da indústria mineira de laticínios, Itambé. Pós-Graduada em Gestão de Projetos pelo Ietec.

A competitividade gerada pela globalização exige a criação de um novo modelo de gestão de pessoas. O conhecimento passou a ser um diferencial entre as organizações. As pessoas passaram a ser reconhecidas e valorizadas, sendo peças fundamentais nas organizações. O aprimoramento no gerenciamento de pessoas poderá possibilitar a auto-realização das mesmas e excelência no cumprimento da missão organizacional aumentando o índice de sucesso nas organizações e nos projetos. Por ser de grande interesse o tema e mais atual do que nunca é que dissertaremos sobre o mesmo.

Palavras-chave: Gestão de pessoas, projetos, estrutura organizacional, administração de
conflitos, motivação.

1. INTRODUÇÃO

Até a década de 1970, prevalecia nas empresas o modelo organizacional vertical e compartimentado, onde as várias áreas vivenciavam seu negócio de forma isolada e se comunicavam através de canais formais de hierarquia. Com isso, sua integração ficava comprometida e o nível de responsabilidade dos gerentes reduzido aos limites dos seus
setores.

Já nos anos 1990, com o advento da estruturação das organizações por processos e com a competitividade sendo mandatória na era globalizada, eliminaram-se as barreiras internas e os gerentes foram obrigados a assumir papéis de donos de negócios. Os gerentes estão tendo que ajustar seu perfil a uma nova realidade e a gestão dos recursos humanos, que estiveram sob sua responsabilidade passou a fazer parte da rotina de trabalho.

Com isso sua capacitação passou a incluir disciplinas voltadas à área do comportamento, condição fundamental pra que pudessem se comunicar com sua equipe. (TACHIZAWA, 1995).

2. GESTÃO DE PESSOAS EM PROJETOS

Uma mudança fundamental em escala mundial está ocorrendo nas organizações. Esta mudança está provocando a renovação do modelo de gestão, principalmente no que tange à pessoas em ambientes de projetos nas organizações. Hoje o talento humano é visto como fator de competitividade.

A gestão de pessoas em projetos tem por objetivo fundamental tornar a relação entre o capital e o trabalho a mais produtiva e menos conflituosa possível. Nesta concepção as pessoas e seus conhecimentos, habilidades e competências passam a ser um dos pilares para um projeto bem sucedido. A gestão de pessoas em projetos nada mais é do que o resgate do papel do ser humano no seu local de trabalho e a sua valorização.

É com este cenário que hoje podemos observar que as empresas que estão adotando esse modelo de gestão em projetos têm saído à frente.

3. VALORIZAÇÃO DO RECURSO HUMANO EMPREGADO

Este novo modelo de gestão com foco nos Recursos Humanos passa a acompanhar de perto todo o trabalho desenvolvido, os índices de crescimento e desenvolvimento pessoal e profissional, o Gerente de Projetos passou a gerir sua equipe mostrando a importância do cumprimento das metas, ao mesmo tempo incentivando e reconhecendo o esforço do seu profissional.

A Empresa CABTEC adotou este novo modelo de Gestão. Comprou o desafio de mudar os paradigmas existentes acreditando que a mudança seria fundamental para um crescimento com qualidade e valorização do colaborador.

Em pouco tempo já se vê os resultados dessa mudança. O aumento do percentual de cumprimento das atividades; a evolução do profissional no desenvolvimento da tarefa e ainda um acompanhamento pessoal efetivo, percebendo facilmente, por exemplo, se houve uma baixa na produtividade por algum problema pessoal ou qualquer outro. Esse novo modelo de gestão permite ao Gerente chamar para um bate papo ou até mesmo dar um feedback, antes de
impactar no cumprimento da atividade.

Para tal mudança foi necessário um investimento em mão de obra qualificada, software e treinamentos para envolver os colaboradores e mostrar a preocupação da empresa em acompanhar o Estado da Arte em gestão.

Hoje ainda não foi detectado nenhum ponto negativo na implantação deste novo modelo, pelo contrário, os projetos estão sendo entregues com maior qualidade, dentro do prazo, custo e escopo, aumentando assim a confiabilidade dos nossos clientes. O índice de melhoria no gerenciamento de projeto com a valorização dos recursos humanos passou para de 30% para 90% de eficácia, atento às expectativas dos stakeholders e consequentemente melhoramos nosso espaço no mercado, pois com a alta competitividade os clientes buscam muito mais que preço.

4. CONCLUSÃO

Dessa forma apresentada, pode-se verificar o ganho obtido nos projetos onde se faz uma boa gestão de pessoas. O ser humano é hoje o recurso de maior valor dentro de uma organização e de um projeto. A motivação, o entrosamento, o liderança, fazem parte do sucesso do projeto.

5. Referências bibliográficas

PROJECT MANAGEMENT INSTITUTE. Guia do Conjunto de Conhecimentos em Gerenciamento de Projetos, PMBOK Guide. Newton Square, Pennsylvania, USA, 2004.
CHIAVENATO, Idalbeto Gestão de Pessoas, o novo papel dos recursos humanos nas organizações. São Paulo: Campus, 2000.
GOLEMAN, Daniel. Inteligência Emocional. Rio de Janeiro: Objetiva, 1995
KANAANE, Roberto. Comportamento Humano nas Organizações, Editora Atlas, São Paulo, 1994.
TACHIZAWA, Takeshy. Gestão com Pessoas, Editora FGV, São Paulo, 1994.

Indique este artigo a um amigo

Indique o artigo