Logomarca IETEC

Buscar no TecHoje

Preencha o campo abaixo para realizar sua busca

Educação a distância

O poder do e-learning

Nelson Botter Junior

Escritor e especialista em marketing de serviços. Atua como consultor da Botter & Associados, diretor do portal de saúde Brasilmedicina.

Há pessoas que não têm tempo para almoçar nem jantar. E para estudar, então? Nesse turbilhão que se transformou a vida moderna, o aprimoramento contínuo dos conhecimentos e habilidades se tornou peça chave para o sucesso na carreira profissional. Ao mesmo tempo, esse mesmo turbilhão nos impede de conseguir tempo para podermos freqüentar cursos, palestras, workshops, etc. Além do problema do tempo, temos também o fantasma dos custos cada vez mais astronômicos na educação. Estudar está caro e raro. Quem ainda conta com a ajuda integral, ou pelo menos parcial, da empresa para cobrir os gastos de aprimoramento profissional pode se sentir privilegiado, pois a tendência, mesmo nas maiores empresas, é de redução das verbas destinadas a esses fins.

Com isso, o sistema "by yourself", ou no português "faça você mesmo", está se tornando a grande solução. Ou você põe do seu bolso, ou espera cair do céu. Mas, então, voltamos ao problema anterior: custo muito alto.

Antes, uma das poucas boas saídas para se adquirir grandes conhecimentos a baixo investimento era o livro. Hoje, também contamos com a tecnologia, que nos brinda com a Internet, que nos leva ao e-Learning, ou se você preferir, cursos on-line.
Facilidade

Algumas pessoas são usuárias básicas de computador, ou seja, não dominam totalmente a arte de manusear essas "misteriosas" máquinas. Logo, acreditam que os cursos on-line são complicadíssimos e exigem conhecimentos avançados de informática, explorando toda a capacidade técnica da pessoa que está sentada em frente à telinha.

Dizer que é complicado porém é um engano. Qualquer pessoa pode fazer um curso on-line, mesmo não sabendo muita coisa de computadores ou como operá-los. Acontece que os cursos já são desenvolvidos de maneira a dar oportunidade para que os diferentes usuários de computadores possam usufruí-los. Os ambientes são cada vez mais amigáveis, ou seja, mais e mais fáceis de serem operados e trabalhados.
Vantagens

• Flexibilidade de horário e local de estudo, resolvendo problemas de distância e tempo;
• Redução de custos e ganho de eficiência, especialmente para o ensino corporativo;
• Acesso fácil a fontes geradoras de conhecimento (sites, resenhas, opiniões, etc) dentro da própria Internet;
• Auto-aprendizagem exercitada, criando mais disciplina e compromisso, em ritmo próprio;
• Melhor distribuição geográfica do conhecimento, não ficando restrito a determinadas regiões ou países, uma vez que a Internet não tem fronteiras.
Falando em números

Estudo feito pela Cisco System com executivos latino-americanos aponta que o Brasil e o México possuem 41% de suas empresas aplicando e-Learning. Dos entrevistados, 53% concordam que a Internet melhorou a produtividade. Mais da metade indicou uma grande probabilidade de investirem em Tecnologia da Informação nos próximos dois anos, pelos seguintes motivos:

- 40% dos entrevistados disseram que farão investimentos a fim de acompanhar seus concorrentes;
- 30% investirá para o desenvolvimento de novos serviços tecnológicos;
- 22% investirá para recuperar perdas dos anos recentes;
- 14% investirá devido à melhora econômica e no clima de negócios;
- 13% investirá por pressão e para permanecer à frente nas novas tecnologias.

No Brasil, 71% dos entrevistados disseram que irão fazer altos investimentos em TI.


No Brasil

Um dos maiores bancos nacionais, em apenas um de seus projetos de treinamento, conseguiu reduzir um custo de R$ 800,00 por funcionário para apenas R$ 10,00 com o e-Learning. Isso representa uma economia espantosa, evidenciando a tendência dos treinamentos técnicos se tornarem menos presenciais e mais on-line, uma vez que os resultados no nível de aprendizado são tão bons ou até melhores que os cursos presenciais.

No exterior

Um executivo canadense, que conheci na época em que trabalhei na IBM de Vancouver, me disse há poucas semanas que mais de 40% da verba de treinamento de sua empresa já é destinada para programas de e-Learning.

Conclusão

Os cursos on-line são uma realidade incontestável. Tanto para as empresas quanto para os profissionais. É uma maneira econômica, cômoda e moderna de se aprimorar. Além disso, o mercado mostra que se você não trabalha, com certeza ainda irá trabalhar numa empresa que utiliza cursos online para treinamento. Então, você vai esperar até lá para conhecer essa nova ferramenta ou vai começar desde já?

Nelson Botter Junior é escritor e especialista em marketing de serviços. Atua como consultor da Botter & Associados, diretor do portal de saúde Brasilmedicina.

 

Indique este artigo a um amigo

Indique o artigo