Logomarca IETEC

Buscar no TecHoje

Preencha o campo abaixo para realizar sua busca

A Alta Performance do Setor de Compras: Processos e Estratégias para Avaliação de Fornecedores

Higor Alves Ferreira

 Pós-graduado em Engenharia de Vendas pelo Ietec.

RESUMO

Este artigo discute sobre o interesse por parte das grandes empresas em capacitar os funcionários dos setores de compras, transformando seus compradores em profissionais altamente capacitados para negociar estrategicamente com seus fornecedores, afim de conseguirem vantagens competitivas no momento das negociações. A influência dos Keys Performance Indicators (KPI’s) no setor de compras como ferramenta para auxiliar no desenvolvimento e mensuração dos processos de compras e negociações, além dos Índices de Desempenho de Fornecedores (IDF’s). As empresas estão cada vez mais preocupadas em medir seus fornecedores e capacitar seus compradores para estarem mais preparados no momento das negociações.

PALAVRAS-CHAVE:

Indicadores. Setor de Compras. IDF. Desempenho. KPI

INTRODUÇÃO

A aquisição de bens e serviços a serem utilizados na produção e na revenda de produtos pode ser considerada a atividade responsável por um dos maiores componentes do custo de produção e das mercadorias vendidas. Alguns autores chegam a dimensionar a amplitude desse impacto, observando que entre 50% e 60% do custo de produção ou revenda são representados pela compra de componentes, materiais e serviços, que são adquiridos dos fornecedores externos. Visando alinhar eficiência e estratégia, com o intuito de se manterem competitivas e sobreviverem a longo prazo, as organizações entenderam a importância de comprar bem, e passaram a investir fortemente em seus setores de compras. Apesar do setor de compras muitas vezes ser visto como um dos polos geradores de custos, concentrando e direcionando estes custos aos recursos demandados, este setor exerce um papel decisivo na eficiência das atividades. Sua importância, as vezes é negligenciada dentro das organizações pela ausência de ferramentas que mensurem e forneçam dados confiáveis de sua real contribuição. Os Keys Performance Indicators (KPI’s) ou indicadores de desempenho, surgiram como uma solução para este tipo de situação, onde é preciso mensurar o desempenho de atividades complexas, com uma avaliação sistêmica que englobe os critérios específicos de cada área, tornando os setores de compras mais estratégicos, mensuráveis e dinâmicos. E é dentro deste novo cenário do processo de compras desenvolvido e controlado pelas grandes empresas, onde se investe e se constrói profissionais de compras cada vez mais competitivos e treinados para tornarem as negociações mais complexas e preparadas, é que discorre este artigo, analisando dentro destas novas técnicas, os três pontos chaves de uma negociação: qualidade, prazo e preço.

Baixe o PDF desta matéria

Indique este artigo a um amigo

Indique o artigo