Logomarca IETEC

Buscar no TecHoje

Preencha o campo abaixo para realizar sua busca

:: Gestão e Tecn. da Informação

Sistemas de informação: um componente fundamental dos negócios

Cláudio Baumann

Diretor de Tecnologia da Proceda Tecnologia e Informática S.A, foi gerente da Divisão de Comunicação de Dados da Embratel em São Paulo e da Divisão de Desenvolvimento de Negócios da Itautec, é engenheiro pela USP

Site @dm10.com.br - 04/05/06

Na loja de departamentos, o artigo que passa pelo leitor de código de barra é identificado e gera uma informação para o sistema de estoques. Este, por sua vez, comanda a reposição do item na loja e, utilizando algoritmos de otimização de estoque, solicita ao fabricante, eletronicamente via EDI (Electronic Data Interchange ou Troca Eletrônica de Dados), a entrega de mercadorias em seu depósito. O fabricante, também via EDI, passa à transportadora todas as informações relativas às cargas que deseja enviar. As informações são utilizadas por softwares especializados para a escolha do melhor tipo de caminhão e do roteiro de entregas. Finalmente, todos os dados de pagamento e recebimentos são transmitidos aos bancos, que efetuam as transações financeiras e colocam nos computadores de seus clientes todas as informações de controle necessárias.

Ficção? Nem tanto. Empresas no exterior e muitas também no Brasil utilizam cada vez mais a tecnologia da informação como ferramenta de competitividade, com impactos importantes e positivos nos seus negócios, nos mais variados ramos de atividade.

A grande mudança de enfoque hoje é que a informática deixa de ser apenas um apoio às atividades produtivas para tornar-se parte integrante delas, muitas vezes redefinindo a própria maneira de se fazer negócios. O sistema de estoques não apenas informa as quantidades disponíveis, mas traz ganhos palpáveis ao minimizar os estoques e garantir que não faltarão mercadorias na gôndola.

À medida em que a competição se torna mais acirrada, maior é a importância dos ganhos de produtividade trazidos pela informática. Essa tendência influencia toda a cadeia produtiva, o que faz prever que qualquer empresa, independente de seu porte ou tipo de atividade, terá que considerar os impactos que a tecnologia da informação trará para seus negócios, seu mercado e sua concorrência.

Nesse caso, é importante ter em mente alguns fatores decisivos para que os investimentos em informática contribuam para o sucesso empresarial:

- A informática deve ser vista aplicada aos negócios, maximizando os benefícios obtidos por dólar aplicado, e não como um fim em si mesma. Uma nova denominação profissional a do analista de negóciosfoi cunhada pela ênfase dada a esse novo direcionamento.

- Pode ser caro, e por vezes inviável, manter os sistemas de informação somente com especialistas e recursos próprios. A empresa só precisa, na realidade, ter o domínio dos aspectos estratégicos da informática no seu segmento de atuação. A crescente procura por serviços de outsourcing reflete essa tendência.

- Não existe uma única tecnologia ou solução capaz de atender a todas as necessidades específicas da empresa. A solução ótima para cada caso vem da integração das melhores tecnologias para diferentes fins.

Concluindo, a tecnologia da informação pode e deve ser aplicada em favor da competitividade empresarial. A habilidade em fazer isso da maneira correta pode representar um diferencial importante e, para isso, sua influência tem que ser levada em consideração nos processos decisórios da empresa. Nenhuma empresa pode ignorar as implicações que a tecnologia da informação pode representar na sua área de atuação. O risco pode ser a perda da competitividade.

Indique este artigo a um amigo

Indique o artigo