Logomarca IETEC

Buscar no TecHoje

Preencha o campo abaixo para realizar sua busca

A contribuição do mestrado para o crescimento profissional

Rafael Mariani

 Analista de Redes Sociais do IETEC.

 Fernanda Ribeiro, diretora da Faculdade de Letras da Universidade do Porto, explicou em visita ao IETEC, as características do ensino superior na área de Ciência da Informação no Brasil, as contribuições que a educação de Portugal pode oferecer para o Brasil, além da importância da educação continuada por meio de mestrado para os profissionais se destacarem no mercado.

1) Como você avaliar a qualidade do ensino superior no Brasil?


Na área da Ciência e da Informação, acho que há muitas diferenças de universidade para universidade no Brasil, sobre tudo em pós-graduação. Algumas universidades têm cursos muito bons e muito atualizados, sobre tudo no que diz respeito à pesquisa e investigação. Acho que existem outras pós-graduações que tem um caráter mais profissional, ainda muito tradicionais, com arquivologia, biblioteconomia, que fazem uma diferença muito grande para áreas de pós-graduação e ciência da informação. Parecem estar mais avançadas.

2) De que forma Portugal pode contribuir para o ensino superior do Brasil?


Há muitas potencialidades que não são muito exploradas, nós temos muitos convênios com universidade brasileiras, Portugal tem muitas, a universidade do Porto também, com quase todas. Mas acho que estão viradas mais para uma cooperação em nível de pesquisas, da produção de trabalho em conjunto como livros, artigos, produção de eventos, mas nem tanto no ensino, porque existem algumas restrições legais, pois não é tão fácil organizar programas de ensino em conjunto. Mas temos tido algumas experiências de colaboração com professores visitantes, convidados, de pequenos módulos de ensino em universidades brasileiras, mas a estrutura de formação conjunta que acho que seria muito mais produtivo tem muitas bandeiras do ponto de vista legal e muita burocracia que não facilita.

 

3) Qual a importância da educação continuada por meio do mestrado para a carreira profissional?


Eu acho que o mestrado é fundamental, porque a graduação dá uma preparação muito básica para atuar em trabalhos de execução, enquanto que o mestrado dá uma preparação já para um trabalho de planificação, de concessão, de direção que em muitas organizações é fundamental, porque não basta apenas fazer coisas. Hoje em dia é preciso à gestão da informação, que implica planejamento, portanto uma série de tarefas que exigem uma formação ao nível do mestrado, graduação já é muito limitada, seria importante a qualificação ao nível do mestrado até para muitos profissionais que já trabalham, tem uma base e podia depois com uma qualificação de mestrado, atingir outro patamar de vocação das organizações.

Indique este artigo a um amigo

Indique o artigo