Logomarca IETEC

Buscar no TecHoje

Preencha o campo abaixo para realizar sua busca

A diferença entre teoria e prática é maior na prática que na teoria

Mauri Fortes

Mauri Fortes é diretor geral do IETEC, PhD e Post-Doctoral Fellow (Purdue University-Indiana/USA); mestre em Ciências e Técnicas Nucleares (UFMG) e graduado em Engenharia Elétrica (UFMG)

Revista IETEC

O IETEC se preocupa com prática e teoria. Escolhe seus professores principalmente pela sua experiência prática em várias áreas, pela sua capacidade de ensinar e pela sua ética. Assim, neste texto, tento, de maneira muito suave, quase brincando, mostrar a importância da prática, sem desprezar a teoria.

Mas, o que é praticar algo? É um treinamento sistemático por repetição de uma técnica ou atividade, até o seu domínio. A prática vem deste o treinamento. Cumpre a você treinar com quem já é mestre em muitas práticas. Além disso, a prática para a qual você treina deve ser a mais eficiente.
Sei que você é prático e tem ou pretende ter o perfil que as empresas querem. Sei, também, que, de vez em quando aparece um teórico no seu caminho. Não se preocupe com eles. De fato, por pura pena dos teóricos – que também precisam de um emprego que lhes garanta o alimento – vou tentar expor, de forma ambiciosa, simplista e criticável, uma introdução de auxílio à sobrevivência de teóricos. Creio que você deveria se unir a mim e a muitos outros, a fim de tentar garantir a sobrevivência desta espécie em extinção, se não por responsabilidade social, ou econômica, ou cultural (teoria é cultura?) pelo menos por motivo ambiental. Se aceitar o desafio, você adicionará ao seu currículo a competência de saber lidar com os teóricos. Toda discussão sobre o tema de teoria e prática é polêmica. É impossível cobrir todos os seus aspectos, que são desafiadores. No máximo, pode-se tentar pincelar alguns aspectos do tema.

Teoria, prática e realidade. Devemos concordar sempre com o seguinte fato: se a realidade não estiver de acordo com a teoria, a realidade ganha e a teoria perde. Sempre. Isto é ciência. A sua prática está de acordo com a realidade das empresas? Ou você é um teórico?  No mínimo, você está treinando para a realidade das empresas. Tome cuidado com a teoria escondida: - em teoria, não há nenhuma diferença entre teoria e prática. Mas, na prática, há (YogiBerra). Como você sabe, a prática leva à perfeição. E você deve sentir este avanço no dia a dia. Então, atinja a perfeição da prática, para ter como hobby ou diletantismo, o complemento pelo estudo de teoria útil (teoria de projetos, de gestão de macroempresas, de gestão de competências ou de inovação tecnológica etc.). Considere seu corpo como sendo uma empresa e faça uma reengenharia nele: todas as partes devem compreender o todo, o seu objetivo, devem conhecer a competição existente em volta, devem se desfazer de teoria inútil, devem estabelecer prioridades.
Efeitos da boa e da falsa teoria: Não há nenhum grande dano causado por um teórico que cria uma nova teoria para ajustá-la a um novo evento. Mas há o teórico que começa com uma teoria falsa e, em seguida, supõe que tudo em volta transforma essa teoria em realidade; esse é o mais perigoso inimigo da razão humana (Gilbert Keith Chesterton).
Afinal, o que é teoria e o que é prática? Vamos ser práticos e presumir que você sabe a resposta para esta pergunta. Mas, vamos dar exemplos:
Você é um teórico no sentido errado quando alguém o associa a conhecimento que não funciona, a teorias filosóficas, artísticas ou de conhecimento humanístico quaisquer.
Você é um teórico no sentido positivo quando seu conhecimento acadêmico resolve problemas práticos (engenharia, administração de empresas e mais um milhar de possibilidades) Também é positivo no sentido social se seu conhecimento for inacessível pela complexidade, mas tem fundo prático ou de impacto (relatividade de Einstein, por exemplo).
Você é um prático no bom sentido, quando é bem pago pelo que faz.
Você é um prático questionável, quando tem salário baixo.
Você é um profissional perfeito quando une conhecimento à experiência e é reconhecido profissionalmente.
A Estratégia de Negócios de uma Empresa define como ela compete com as outras. Há algo mais importante? Inovação é a palavra mágica da estratégia empresarial. Inovações ocorrem como invenções ou como adoções. São de muitos tipos e variam em complexidade e escopo. Surgiram inúmeras publicações acadêmicas (leia-se: teóricas) e práticas nos últimos anos, com uma enorme quantidade de informação sobre técnicas de inovação. Como criar inovação sem teoria, sem o estudo do que já existe e funciona? Como implantar e decidir sobre inovação, sem a experiência que só a prática garante?
No meu caso, não me preocupo com jargões; não me importa como nós atingimos a lógica aplicada. Pode ter sido pela prática simples, ou pela teoria. Mas, para afirmar de forma tão contundente sobre assunto tão complexo, estou protegido pela citação creditada a Maomé: A tinta do acadêmico é mais santa que o sangue dos mártires (Muhammad ibn ‘Abdullâh, o fundador do Islã).
Mas após esses pequenos desafios sobre teoria e prática, pode-se concluir que o ser humano escreveu sua prática em livros e a tem repassado no seu dia a dia. O melhor dos mundos e da compensação financeira ocorre quando, para aprender, práticos estudam e teóricos praticam.

Indique este artigo a um amigo

Indique o artigo