Logomarca IETEC

Buscar no TecHoje

Preencha o campo abaixo para realizar sua busca

:: Gestão e Tecn. da Informação

As tendências que o canal de TI deve acompanhar

Marco Antônio Chiquie

Marco Antonio Chiquie é vice-presidente da Associação Brasileira dos Distribuidores de Tecnologia da Informação (ABRADISTI)

A posição do Brasil no principal grupo emergente (BRICS), a movimentação pela Copa do Mundo e Olimpíadas geram demanda por infraestrutura e uma série de desafios para o mercado de TI.

A velocidade no avanço da tecnologia exige que o mercado de TI esteja cada vez mais pronto e trazendo diferenciais necessários para competir com o volume de ofertas oferecidas hoje pelas empresas. O foco em serviços, a busca pela especialização e o conhecimento adquirido e gerado pelo canal de vendas são características que atualmente devem estar intrínsecas na realidade dessas companhias. A prestação de serviços como tarefa que vai além da venda de um produto evidencia uma diferenciação do canal que foge do usual, evitando uma “guerra” contra o poder do varejo.


A partir de agora, a palavra de ordem é conhecimento! O canal de venda precisa se tornar referência em determinados segmentos, possuir conhecimento absoluto e dominar seu mercado de atuação a fim de trazer complementaridade em cada negócio. Os revendedores que não acompanham as tendências para se diferenciar, perdem para a concorrência, caem no mercado comum e não oferecem o que o cliente busca: confiança.


A posição do Brasil no principal grupo de países emergentes do planeta, o BRICS, aliado a grande movimentação pela Copa do Mundo e Olimpíadas geram demanda por infraestrutura e, com isso, uma série de segmentos ganha destaque no expansivo e abrangente mercado de TI. Quando falamos em estruturas físicas, não somente estádios e complexos esportivos, mas sim hotéis, aeroportos, portos, ferrovias, rodovias etc., sabemos que, por trás disso, sempre há a necessidade de infraestrutura de todos os níveis, incluindo a tecnológica. Há espaços para especializações em redes, telecomunicações, cabeamentos, softwares customizados, entre outros recursos considerados composições vitais para o andamento das estruturas.


Além da importantíssima área de segurança eletrônica e monitoramento, que deverá receber um grande aporte, sistemas de softwares e hardwares específicos, computação e mobilidade prometem ganham mais corpo. Contar com profissionais e serviços especializados de instalação e gestão certamente trará oportunidades de ganhar mercado.


Em infraestrutura de TI, o cloud computing é uma oportunidade incrível de evolução para o setor, para quem quer dominar o conhecimento e dar um pulo à frente dos concorrentes. A tecnologia baseada na “nuvem” permite redução de custos significativa para compartilhamento e acesso de dados, rotinas e programas, reduzindo o custo de propriedade dos softwares e protocolos de acesso. Conforme a tecnologia avança neste sentido, teremos tremenda oportunidade de ofertas de serviços aos setores públicos e privados que, futuramente, provavelmente levarão a comunidade global a compartilhar dados de usuários de qualquer parte do globo.
Estamos vivendo um momento diferenciado no mercado brasileiro, que além de trazer oportunidades para quem quer estar acima da venda - evidenciando que as empresas buscam serviços também -, incrementa uma época que antecipa grandes eventos e que vão exigir mais essa força de trabalho, maior volume de produção em tecnologia e, consequentemente, mais venda para quem estiver preparado.


Os índices de crescimento do mercado de TI no Brasil só aumentam. A economia está aquecida, aliar produtos e serviços como forma de já se preparar para essa evolução tecnológica só nos fará mais preparados para crescer antes, durante e, o melhor, depois.


Uma vez que trazemos para nós a necessidade e a absorvemos como valores fundamentais de nossa companhia, tornamos os processos reais para evoluir em um mercado que promete longevidade e pode se tornar cada vez mais sustentável. Só depende de nós, que devemos estar prontos para o que mais se almeja em um cenário tão competitivo: crescer.

Indique este artigo a um amigo

Indique o artigo